inteligência emocional

Inteligência Emocional na escola: como o Colégio Palácio Verde trabalha o tema

A inteligência emocional em sala de aula é um tema importantíssimo para garantir que os alunos, sejam crianças ou adolescentes, passem a interpretar e compreender seus sentimentos e emoções. Mais do que isso, esse tema é fundamental para preparar jovens para o século XXI, uma vez que pesquisas comprovam a importância desse tipo de inteligência para a convivência em  sociedade, inclusive no mercado de trabalho.

Esses estudos mostra que, quando recebe esse tipo de formação na escola, o estudante pode desenvolver habilidades socioemocionais que estão ligadas ao respeito, à convivência social e à comunicação inter e intrapessoal, entre outras competências.

Consciente da importância da Inteligência Emocional na educação, o Colégio Palácio Verde foi um dos pioneiros a adotar o LIVLaboratório Inteligência de Vida em sua grade curricular. Há alguns anos trabalhando com o material de educação socioemocional do LIV, a escola já conta com o programa nas turmas dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental. Para 2019, o planejamento é que o projeto entre também na Educação Infantil.

Segundo relato da Erika Dantas, que representou o Colégio Palácio Verde no Congresso Socioemocional LIV 2018, a sede do colégio está localizado no Bairro Olaria, no Rio de Janeiro, local situado no centro do Complexo do Alemão. Por questões relacionadas a problemas sociais na região, Erika contou em seu relato que os alunos passam por situações cotidianas conflituosas com bastante frequência. Alguns, por exemplo, convivem com a violência e chegam a ser revistados para ir e voltar da escola.

De acordo com a educadora, todo esse cenário no qual eles estão inseridos exige que os estudantes tenham Inteligência Emocional para conseguir enfrentá-lo com sabedoria e controle.

Inteligência Emocional: além do LIV na escola

Uma das crenças do Colégio Palácio Verde é que a educação precisa transcender os muros da escola, precisa levar os jovens e crianças para além do bairro onde moram. Ou seja, eles precisam saber que existe um mundo fora daquele espaço que frequentam diariamente. Além disso, os educadores incentivam a interação com a comunidade local, estimulando, assim, uma convivência social saudável.

Pensando nesse ponto, a escola desenvolveu o “Projeto Dengue” que reuniu mais de 680 pais e responsáveis para que as crianças e jovens pudessem falar sobre conscientização. A ação ajudou a trabalhar o protagonismo dos estudantes, que puderam liderar o projeto. Para ver como foi esse trabalho e descobrir outras iniciativas do Colégio Palácio Verde em relação à educação socioemocional, assista o depoimento completo a seguir.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − um =