Benefícios da leitura para o desenvolvimento socioemocional

A lista de benefícios da leitura já comprovados pela ciência é imensa: ela pode impulsionar o desenvolvimento cerebral, as capacidades cognitivas, a memória, o desempenho escolar e até a vida profissional. Dentre todos esses, gostaríamos de destacar neste post o benefício da leitura para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais.

De acordo com uma pesquisa da universidade The New School, em Nova York, Estados Unidos, o ato de ler, especialmente livros de ficção, melhora a capacidade do leitor em entender o que outros estão sentindo e pensando. Para chegar a essa afirmação, os pesquisadores Emanuele Castano e David Kidd realizaram cinco estudos nos quais dividiram um número variável de participantes (de 86 a 356) e deram diferentes atribuições de leitura: ficção, ficção literária, não-ficção ou nada. Depois de terminarem os trechos, os participantes fizeram um teste para aferir sua capacidade de entender os pensamentos e as emoções de outras pessoas. Eles descobriram, então, uma diferença significativa entre quem leu ficção e quem leu não-ficção, ou não leu nada.

Os resultados, publicados na revista científica Science, sugerem que a leitura de ficção é uma valiosa influência socializadora e que isso se dá, em grande parte, pela maneira como a narrativa constrói seus personagens, algo que muitas vezes desperta sentimentos do próprio leitor, levando-o a pensar mais sobre aquilo, ou até se colocar na mesma situação de um personagem. A empatia, de acordo com outros estudos semelhantes, é o resultado positivo desse tipo de leitura. É exatamente a capacidade de se colocar no lugar de alguém e entender o que está se passando. É a capacidade de abrir-se para o que estão sentindo. Pessoas empáticas têm a capacidade de se conectar com os outros em um nível mais profundo – exatamente o que acontece quando lemos uma história que prende nossa atenção. E com diferentes questões sociais em andamento, como bullying e preocupações com a saúde mental dos jovens, ensinar empatia às crianças é mais relevante do que nunca.

Desenvolvendo empatia através da leitura

Em artigo publicado em inglês no site da Michigan State University, nos Estados Unidos, a pesquisadora e psicóloga Michele Borba ofereceu três maneiras simples de encorajar o desenvolvimento da empatia durante a leitura, e que podem ser recomendados para crianças e adolescentes. Traduzimos o conteúdo a seguir, confira:

  • Incentive as crianças a realmente assumirem o papel de diferentes personagens, perguntando-lhes: “E se… isso acontecesse com você, o que você faria; o que você diria?”
  • Pergunte ao seu filho ou aluno se ele pode se relacionar com a experiência do personagem. “Alguma coisa assim já aconteceu com você? Como isso faz você se sentir?”. Para crianças pequenas, aponte o rosto ou a linguagem corporal das ilustrações e pergunte como elas podem adivinhar o que a personagem está sentindo.
  • Encoraje as crianças a pensarem sobre a perspectiva de outra pessoa, perguntando-se, por exemplo: “Como ela se sente? O que ela precisa? Como isso a afeta?”. Você pode incentivar essa habilidade enquanto lê, pedindo-lhes para pensar ou adivinhem o que os outros estão sentindo no livro.

Inteligência emocional nas escolas

Nas escolas que trabalham com o currículo socioemocional do LIV – Laboratório Inteligência de Vida a leitura faz parte da rotina, tanto nas aulas quando em casa. Desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, a leitura é inserida como parte do material do aluno, do professor e da família. No Ensino Fundamental, por exemplo, os alunos são acompanhados desde o 1º ano por um grupo de personagens criados com exclusividade para o material. Tomás, Geraldo e Fernanda e, posteriormente, a turma da série A Chave do Teatro, ajudam os estudantes na descoberta de seus próprios sentimentos e dos outros. Ao vivenciar essas histórias, muitas vezes os alunos sentem o desejo de expressar suas próprias emoções e se colocam no lugar dos personagens, aprendendo um vocabulário mais amplo para poder se expressar. Para saber mais sobre o material e como ele dialoga com a leitura, acesse www.inteligenciadevida.com.br

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 15 =