“Cuidar de quem cuida”: programa de desenvolvimento socioemocional para famílias e professores chega às escolas

Há anos já se destaca no meio acadêmico e científico a importância de investir no desenvolvimento socioemocional de crianças e adolescentes dentro e fora do ambiente escolar. Contudo, poucas iniciativas também estendem essa preocupação para as famílias e os educadores. 

Visando suprir essa lacuna, o Laboratório Inteligência de Vida (LIV) desenvolveu o programa LIV +, que levará às escolas que aderirem ao programa três novas frentes de atendimento: o LIV para Professores, o LIV em Família e a Avaliação Socioemocional LIV com ACT. “O LIV + foi feito pela demanda das escolas, a partir de uma troca ao longo de todos os anos de parcerias. Era um sonho de todos nós educadores ter algo para além do atendimento aos alunos”, destaca Fernanda Lemos, gerente executiva do LIV.

Um dos primeiros passos para colocar o novo programa em prática aconteceu na cidade do Rio de Janeiro com a 1ª Formação de Tutores LIV +, um encontro que reuniu professores e gestores de mais de quizer vinte escolas parceiras. Além de atividades e palestras com a equipe pedagógica do LIV, o evento contou com a presença de convidados, como a educadora parental Lua Barros, a especialista em educação Lourdes Atiè, e o autor e palhaço Claudio Thebas.  

Com participantes de quatro regiões do país, a diversidade de experiências e relatos marcou a formação da turma fundadora do programa, proporcionando vivências teóricas e práticas para contribuir com a aplicação das iniciativas nas escolas. Assista ao vídeo a seguir e continue lendo o texto para saber mais detalhes:

Um programa em três pilares

O objetivo do LIV + é oferecer, além do currículo socioemocional para alunos da educação básica, uma proposta que responde a demandas recorrentes das escolas com três novas frentes de atuação. Conheça cada uma delas:

LIV para Professores

A primeira novidade da proposta é o programa LIV para Professores, que oferece material e formação para escolas trabalharem o desenvolvimento socioemocional junto a seu corpo docente, oferecendo às professoras e aos professores a oportunidade de também se expressarem. Para Jaime Cavalcanti, do Colégio Boa Viagem, de Pernambuco, a proposta vem atender uma necessidade constante da escola. “Isso vai dar um gás no trabalho do professor e vai se vincular ao trabalho que já está sendo feito para o aluno”.

De acordo com Joana London, gerente pedagógica do LIV, o material foi pensado levando em conta a expertise de teóricos e especialistas, bem como considerações levantadas pelas escolas. “E para trabalhar conosco na redação do material, convidamos a educadora Lourdes Atiè. Ela assina o livro Cuidar de Quem Ensina, que acompanha o programa e propõe um olhar mais aprofundado sobre diferentes aspectos da docência”, conta. 

Para uma das tutoras recém-formadas pelo programa, Suzelane Valério Moraes, do Colégio Equipe, de Pernambuco, o material supre uma lacuna já identificada por ela e outros colegas de profissão:

“Todos os professores precisam ser olhados, cuidados e valorizados com esse tipo de formação, que vai além do caráter técnico, [incluindo] uma habilidade ou competência socioemocional para a vida. O professor hoje precisa desse aporte e as famílias também. Os pais necessitam muito desse aconselhamento e as escolas estão sendo desafiadas a ofertar isso para as famílias. O LIV + vai abrir caminhos e espaço de reflexão e de escuta. Essa discussão é muito positiva e importante nesse sentido.”

LIV em Família

Desde sua criação, o LIV busca fortalecimento da participação da família junto à escola para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes. Por isso, ao longo dos últimos anos pode estreitar os laços com pais, mães e responsáveis, e entender melhor seus questionamentos e demandas. 

Foi a partir dessa escuta atenta que surgiu a necessidade de criar um material para que as escolas pudessem ampliar os laços com esse grupo, nascendo assim o LIV em Família. “A gente vem de uma geração em que as emoções não foram olhadas, eram secundárias. Hoje temos isso como algo primordial, seja no trabalho ou nas nossas relações fora dele. Os sentimentos, as emoções e as habilidades socioemocionais estão sendo reconhecidos como algo fundamental para olhar e cuidar, para termos uma vida mais saudável. É um pedido dos profissionais e das famílias que a gente olhe para isso”, destaca Renata Ishida, coordenadora de conteúdo pedagógico do LIV.

O material enviado para as escolas contém apostilas e recursos audiovisuais, criados com diversos parceiros, que servirão de apoio para a condução de uma série de encontros com as famílias. Os temas escolhidos foram selecionados a partir de uma pesquisa conduzida pelo LIV com mais de 1.700 famílias . 

Para a professora Luísa Mendes, do Colégio Saint John, no Rio de Janeiro, o acesso a esse material será um auxílio para sua atuação profissional:

“Ter acesso ao conteúdo do LIV + vai permitir que eu tenha conhecimento tanto no meu embasamento teórico quanto na minha experiência prática e vivência pessoal. O professor de LIV precisa ser sensibilizado pela teoria antes de trabalhar com as turmas. Ser tutora do LIV + vai me acrescentar nesse sentido para eu estender esse trabalho aos alunos, à equipe de professores e aos responsáveis.”

Avaliação Socioemocional ACT

Já o terceiro pilar do programa LIV + visa suprir uma necessidade das escolas de obter mais evidências sobre o impacto do currículo socioemocional com os estudantes. Assim, em 2019 buscamos a parceria do ACT, empresa americana especializada em pesquisas e exames educacionais com atuação em mais de 150 países, para desenhar uma avaliação socioemocional para as turmas de LIV.

Em 2019, o programa foi aplicado no formato piloto em escolas do Grupo Eleva. Este ano chega às demais escolas parceiras do LIV +. A primeira avaliação será ainda no primeiro semestre e oferecerá um relatório formativo para que as instituições de ensino possam atuar no desenvolvimento socioemocional de seus alunos de maneira mais assertiva.

O exame, que será conduzido de forma online, também será replicado ao final do semestre, provendo as escolas com mais dados para que possam pensar de maneira mais aprofundada sobre sua proposta de ensino. Confira o vídeo a seguir para saber mais sobre a avaliação:

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × um =